20 novembro 2015

Erasmus + | Apples - Empreendedorismo em torno das maçãs

Apresentada pela Comunidade Europeia em 2012, a nova estratégia "Repensando a Educação" exige uma viragem fundamental neste setor, agora mais focado nos “resultados da aprendizagem'', no que respeita a conhecimentos, atitudes e competências. Para além de cumprirem um percurso, importa que os alunos desenvolvam intensamente competências básicas de literacia, iniciativa e empreendedorismo.

 

Esta nova estratégia preconizada para a Educação motivou um grupo de professores de sete escolas europeias, com ensino regular e/ou vocacional, a fundar uma empresa estudantil internacional, cuja atividade se centra na produção, comercialização e distribuição de maçãs e produtos derivados. Cada parceiro assume um conjunto de funções que correspondem a um dos departamentos da empresa e ao perfil da respetiva escola. O projeto intitula-se Apples – Applying Practices for Productive Learning of Entrepreneurial Skills e os os alunos participantes atuam como "especialistas", partilhando, em workshops internacionais, conhecimentos e competências na sua área de atuação/departamento com os seus parceiros:

             a escola croata, vocacionada para a agricultura, ocupar-se-á das questões relacionadas com o cultivo, apuramento e processamento deste fruto;

             o parceiro italiano será responsável pelas vendas e distribuição e pela implementação da loja online;

             a escola grega assegurará o departamento de Tecnologia e Informação;

             o parceiro lituano fará a gestão e marketing do produto, assegurando o design de embalagem, a criação da marca e publicidade;

             a equipa polaca integrará o departamento de recursos humanos, que lida essencialmente com os critérios de seleção de pessoal e com as questões de higiene e segurança no trabalho;

             a escola portuguesa assegurará o departamento de investigação e desenvolvimento;

             a equipa alemã cuidará das tarefas administrativas e de documentação.

 

O objetivo é transmitir aos alunos conhecimento empresarial e competências profissionais sólidas, auxiliando-os a mostrar iniciativa e responsabilidade e a raciocinar de forma inovadora e criativa, ou seja, a despertar o seu espírito empreendedor, Para tal, os alunos contactarão com pequenas e médias empresas na região, as quais se constituem como potenciais empregadores ou conselheiros na atividade.

 

Para os 150 alunos participantes estimados, com idades entre os 16 e os 22 anos, este projeto oferece oportunidades únicas, desde logo a de entrarem em contacto pessoal com colegas de outros países europeus e de lhes retribuírem a visita, proporcionando  a todos momentos  de autoafirmação e reconhecimento. Estas atividades extracurriculares, fora da rotina diária da escola, mas que nela se integram, pelos conteúdos e pela prática da língua inglesa, constituem uma inestimável mais-valia para o currículo dos alunos e professores envolvidos.

O projeto terá a duração de 2 anos letivos, iniciando-se a mobilidade com a deslocação a Andernach, na Alemanha, onde serão apresentados os produtos da primeira fase e se procederá à programação das restantes atividades.

Integram este projeto alunos do Ensino Secundário e professores da Escola Secundária de Montemor-o-Novo.