Arquivo Municipal

Arquivo Municipal de Montemor-o-Novo

 História

O Arquivo camarário que constitui o núcleo principal deste serviço público, formou-se, no fim da Idade Média, nos antigos Paços do Concelho, localizados dentro das muralhas e daí transitou para o Senado municipal construído no século XVIII no Terreiro do Poço Tapado (hoje largo dos Paços do Concelho).

O conjunto documental foi enriquecido no século XIX com a entrada dos fundos das Câmaras de Lavre e Cabrela, extintas com a reforma liberal. Entretanto já nos anos 30 do século XX numerosos e valiosos documentos são furtados e vendidos (entre eles o Foral de Leitura Nova de 1503). Com a reconstrução dos Paços do Concelho, nos anos 60, o Arquivo foi removido para o Cine Teatro Curvo Semedo, perdendo-se em parte devido às condições de transporte e acondicionamento a que foi sujeito.

A organização deste património documental a título definitivo realizou-se a partir de 1982, assistindo-se à incorporação de outros acervos como a Misericórdia de Lavre, Juntas de Freguesia de Cabrela e Lavre e ainda de documentação Camarária mais recente. O Arquivo Histórico Municipal entrou em funcionamento em 1983 nas instalações do Antigo Convento de S. João de Deus, partilhando esse espaço com a Biblioteca Municipal.

Integrado no Arquivo encontra-se também, desde 1997, o CDARA – Centro de Documentação e Arquivo da Reforma Agrária – fundo documental proveniente de antigas unidades colectivas de produção agro-pecuária de todo o Alentejo e Ribatejo. Este conjunto documental reunido por iniciativa do município e por oferta dos respectivos detentores, destina-se a salvar do desaparecimento arquivos empresariais nos quais poderão ser estudadas as formas de organização, a actividade económica, as relações sociais e outras vertentes do período da história da região em que ocorreu a Reforma Agrária.

Paralelamente ao Arquivo Histórico, funciona o Arquivo Intermédio do município que acondiciona e disponibiliza os documentos que aguardam prazos legais de conservação administrativa.

Em simultâneo, este espaço dispõe de um Arquivo Fotográfico que trata e acondiciona documentos em suportes especiais, permitindo a salvaguarda da memória visual, também, do concelho.

A assinatura do acordo de colaboração entre a Câmara Municipal de Montemor – o – Novo e a DGARQ (Direção Geral de Arquivos) com vista à integração do Arquivo Municipal de Montemor – o – Novo na Rede de Arquivos Municipais, permitiu a recuperação e adaptação do edifício da antiga Cadeia Civil - construída na década de 40 do século XX e que há muitos anos tinha deixado de ter essa função - e a sua utilização a partir de 2008 para um novo fim: a salvaguarda e divulgação do património documental de Montemor – o – Novo e da região em que se situa.

No cumprimento deste objetivo o Arquivo, aderiu, em 2015, à Rota dos Arquivos do Alentejo, cujo promotor é o Arquivo Distrital de Évora. http://rotaarquivosalentejo.wix.com/rotaarquivosalentejo


 

Missão

O Arquivo Municipal de Montemor – o – Novo é um serviço público que tem por missão recolher, avaliar, organizar, conservar e difundir toda a documentação produzida pelo Município ou proveniente de diversas instituições públicas e privadas, incorporada a titulo de depósito provisório ou definitivo.

Compete ao Arquivo Municipal zelar pela preservação, valorização e divulgação de todo este património documental de interesse cultural e histórico que se encontra sob custódia da autarquia e que representa um esteio da memória e identidade colectivas do concelho.

 

Fundos Documentais

- Câmara Municipal de Montemor-o-Novo - 1422 - 2010

- Administração do Concelho de Montemor-o-Novo - 1838 -1958

- Celeiro Comum de Montemor-o-Novo – 1717 – 1921

- Corporações Religiosas – 1726 – 1928

- Câmara de Cabrela – 1763 – 1849

- Câmara de Lavre – 1709 – 1849

- Junta de Freguesia de Cabrela – 1649 – 1929

- Misericórdia de Lavre - 1536 – 1935 

- Junta de Freguesia de Lavre – 1613 – 1977

- Notários - 1573 – 1855

- Juízo dos Órfãos – 1581 – 1828

- Asilo Montemorense da Infância Desvalida – 1876 – 1969

- Arquivo da Reforma Agrária – 1974-2003

- Arquivo Fotográfico - 1975-1990


Serviços

- Sala de leitura com serviço de referência e pesquisa

- Biblioteca de apoio

- Centro de Documentação e Arquivo da Reforma Agrária (CDARA) – acesso a informação diversificada mediante a consulta de monografias, jornais, fotografias, Dvd's, entre outros

- Pesquisa documental online

- Instrumentos de Descrição Documental (Guia, Inventário, Índices, Catálogos)

- Wireless

- Reprodução de documentos de acordo com o Regulamento

- Livraria Municipal – venda de edições municipais

 

Serviços Técnicos

- Incorporação de documentação – Entrada de documentação doada ou depositada por entidades públicas ou privadas, cujo interesse cultural e histórico justifique a sua preservação e divulgação

 

- Tratamento documental - Conjunto de procedimentos arquivísticos com vista higienização, organização, descrição, preservação e divulgação dos acervos documentais mediante aplicação de instrumentos normalizados

 

- Gestão documental – Aplicação de um conjunto de procedimentos com vista à racionalização e que inclui a transferência, avaliação, seleção e eliminação mediante critérios arquivísticos e com base legal

 

- Transferência de suportes – Tem como objetivo preservar os documentos originais e facilitar o acesso aos mesmos

 

Extensão Cultural e Educativa

Promoção de um conjunto de atividades que visam divulgar e sensibilizar para a importância e salvaguarda do património documental:

- Exposições, conferências, colóquios, encontros;

- Ações de carácter pedagógico como visitam guiadas, ateliers ou outras destinadas à comunidade escolar e à comunidade em geral.


Horário de Funcionamento

De segunda-feira a sexta-feira : 10h00 – 12h30 e das 15h00 – 18h00

 

Morada

Arquivo Municipal

Largo de S. Francisco

7050 – 160  Montemor – o – Novo

 

Contactos

Telefone – 266 898100

Fax – 266 877096

E – mail – arquivo_dcdj@cm-montemornovo.pt

www.cm-montemornovo.pt